Projeto que incentiva o uso de giz antialérgico nas instituições de ensino é aprovado em primeira votação

Compartilhar

foto_carta-aberta

Os deputados aprovaram em primeira discussão, na sessão plenária desta segunda-feira (7), na Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 580/2015, que prevê a disponibilização e incentivo ao uso de giz antialérgico nas instituições de ensino do estado do Paraná. A proposta, que é de autoria do deputado Gilberto Ribeiro (PRB), recebeu 43 votos a favor e nenhum voto contrário, e agora volta ao Plenário para ser apreciada em segundo turno.

Ao justificar a iniciativa, o parlamentar argumenta que a proposta tem como objetivo proteger a saúde dos professores e de todos os profissionais de ensino que trabalham com o quadro-negro de giz. Ainda de acordo com Ribeiro, o contato contínuo com o giz pode trazer sensibilidade, aparecimento de doenças no aparelho respiratório, alergias de qualquer natureza e complicação nas cordas vocais.

“Nas nossas caminhadas pelos colégios estaduais e escolas municipais, nós já tínhamos recebido essa solicitação por parte dos professores, que lidavam diariamente com o giz de cera. Mas a morte de uma professora por câncer no pulmão causado, comprovadamente, pelo pó do giz, nos motivou a apresentar esse projeto. Então nosso objetivo é que o Executivo estadual tome a atitude de incentivar o uso do giz antialérgico, para que não tenhamos mais situações tristes como essa”, ressaltou o deputado.

0 Reviews

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *